WEB RÁDIO TROPICAL

WEB RÁDIO TROPICAL
24 HORAS NO AR ( A EMOÇÃO DO VERÃO)

OUÇA EM SEU SMART-FONE

SISTEMA ANDROID: CLICK SISTEMA I-PHONE> CLICK! SISTEMA ITUNES: CLICK SISTEMA BLACKBERRY> CLICK

WEB RADIO TROPICAL

24 HORAS NO AR - SEU VERÃO É MAIS GOSTOSO AQUI!
Carregando ...
COBERTURA TOTAL DO VERÃO 2017 DE SÃO FRANCISCO & REGIÃO! -

sábado, 17 de dezembro de 2016

Chuva no ES: prefeita é soterrada ao visitar área de risco


prefeita1-4784687A prefeita de Rio Novo do Sul, na região Sul do Espírito Santo, foi soterrada por um deslizamento de terra na manhã de quinta-feira (15), no interior do município. Ela foi ao hospital da cidade, mas não sofreu ferimentos graves. De acordo com a Defesa Civil do município, aproximadamente 80% das localidades estão com dificuldade de acesso.
Maria Albertina (PMDB), de 57 anos, estava indo acompanhar a situação no interior do município com o coordenador da Defesa Civil de Rio Novo do Sul, Paulo Cézar da Silva Volpato, e o secretário de Agricultura, Eli Júnior, e encontraram uma barreira caída na estrada. Com a via obstruída, o coordenador voltou à cidade para pegar uma máquina.
“Nós ficamos esperando na pista. Um rapaz de moto chegou e sugeriu um outro caminho. Aí veio uma avalanche de terra. Fui toda soterrada. Eu consegui vir para a tona. Mas fiquei presa com as botas. O secretário ficou desesperado porque não me viu mais. Ele conseguiu me arrastar”, contou a prefeita.
Quando o coordenador da Defesa Civil retornou, houve um outro deslizamento. “Veio uma avalanche de pedra e terra. A nossa sorte foi que a terra desviou da gente em uma lagoa. Depois eu chorava, não sabia se era de tristeza ou de alegria. Nós fizemos um caminho pelo pasto e conseguimos chegar à cidade. Fui para o hospital, mas já saí. Estou com o corpo dolorido”, disse Maria Albertina.
Com as duas pernas machucadas, Volpato lembra que o susto foi grande. “A gente vai ter que comemorar uma nova data de nascimento. Estou com as duas pernas machucadas, tomei uma pancada e a nossa viatura ficou presa entre as duas barreiras”, declarou.
Chuva no ES
Pelo menos 19 municípios do Espírito Santo foram afetados pelas fortes chuvas que caíram no estado nesta quinta-feira (16). Em Cachoeiro de Itapemirim, por exemplo, o rio que corta a cidade transbordou e invadiu ruas e casas. Ao todo, foram mais de 600 precisaram sair de suas casas e uma pessoa morreu soterrada. Três pessoas morreram na divisa entre Espírito Santo e Minas Gerais, no lado mineiro.
Confira o acumulado de chuvas nas últimas 24 horas:
– Castelo: 78,27 mm
– Alegre: 59,43 mm
– Cachoeiro de Itapemirim: 58,62 mm
– Água Doce do Norte: 47,57 mm
– Guarapari: 46,6 mm
– Pancas: 42,78 mm
– Mimoso do Sul: 35,8 mm
– Itapemirim: 35,3 mm
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário