WEB RÁDIO TROPICAL

WEB RÁDIO TROPICAL
24 HORAS NO AR ( A EMOÇÃO DO VERÃO)

OUÇA EM SEU SMART-FONE

SISTEMA ANDROID: CLICK SISTEMA I-PHONE> CLICK! SISTEMA ITUNES: CLICK SISTEMA BLACKBERRY> CLICK

WEB RADIO TROPICAL

24 HORAS NO AR - SEU VERÃO É MAIS GOSTOSO AQUI!
Carregando ...
COBERTURA TOTAL DO VERÃO 2017 DE SÃO FRANCISCO & REGIÃO! -

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Menino de 10 anos é achado morto após briga em escola


Salvador - Um crime  bárbaro chocou moradores do município de Vera Cruz, cidade da Região Metropolitana de Salvador, na manhã desta quarta-feira. Um menino de 10 anos, que era procurado pela família desde a última quinta, foi encontrado morto em um matagal. De acordo com a Polícia Civil, Jeferson Nascimento Santos foi morto depois de uma briga na escola.
Jeferson foi morto a pauladas e a facadasReprodução/Facebook
Na última quinta-feira, o menino se desentendeu com uma amiga, também de 10 anos, e teria batido nela, na sala de aula. No mesmo dia, à tarde, o irmão da menina, um rapaz de 17 anos, e um amigo, de 16, teriam levado Jeferson até a região do crime, onde a vítima foi morta a pauladas e facadas. De acordo com Geovani Paranhos, delegado titular da 24º DP (Vera Cruz), os adolescentes foram apreendidos nesta terça após o menor de 17 anos então decidiu confessar a morte da criança. 
"Ficamos sabendo desse crime na segunda. Após conversarmos com eles (os acusados da morte), eles nos contaram o que aconteceu. É um crime terrível. Os familiares da criança estão revoltados com essa barbaridade. Na região onde ele morava, todos são parentes", afirmou o delegado. Por conta do sumiço da criança, cerca de 100 pessoas fizeram um protesto nesta segunda, em frente a um terminal rodoviário da cidade. 
Nesta manhã, a Polícia Civil fez uma perícia no local e o corpo do menino será encaminhado para o Instituto Médico Legal de Salvador onde passará por uma nova autopsia. Os adolescentes serão encaminhados para um centro de ressocialização. 

Jovens levavam quase 100 kg de cocaína na mala e tinham vida de luxo e ostenção


Austrália - Duas jovens canadenses que tentavam transportar cerca de R$ 75 milhões em cocaína para Sydney, Austrália, foram presas dentro de um navio cruzeiro no último fim de semana. Elas levavam uma vida de luxo e ostentação. Melina Roberge, 22 anos, e Isabelle Lagacé, de 28, foram presas, junto com o comparsa Andre Tamine, de 63.
Jovens que levavam quase 100 kg de cocaína ostentavam riqueza na Internet. Melina, à esquerda, e Isabelle à direitaReprodução Internet
O trio viajou por vários países e escondia cerca de 95 kg da droga em uma vala. Nas redes sociais, fotos em locais paradisíacos e artigos de luxo eram postadas. 
O cruzeiro Sea Princess, onde as duas mulheres estavam, saiu do Reino Unido e passou por países como Canadá, Estados Unidos, Colômbia e Peru, antes de chegar em Sydney. O trio responderá por "importação comercial de droga".
O julgamento dos três está previsto para dia 26 de outubro. Caso sejam condenados, eles podem pegar até prisão perpétua. 

Veja repercussão entre políticos do impeachment de Dilma Rousseff


Do G1, em Brasília
Políticos da base aliada do agora presidente efetivado Michel Temer disseram nesta quarta-feira (31) que o impeachment de Dilma Rousseff, aprovado no Senado por 61 votos a 20, abre uma "nova chance para o país". Os parlamentares aliados da presidente afastada criticaram o resultado do julgamento e repetiram a argumentação dos últimos dias de que Dilma não cometeu crime de responsabilidade.
Os políticos comentaram também a votação que permitiu a Dilma, mesmo com o mandato cassado, manter o direito de ocupar cargo público.
Veja a repercussão do impeachment entre os políticos:
Aécio Neves(PSDB-MG), senador
"A questão essencial foi resolvida e o Brasil passa a ter uma nova chance [...] O que fica para o futuro é algo, ao meu ver, pedagógico. Todos aqueles que assumirem cargos públicos têm que ter a noção clara de que devem cumprir a lei em todos os seus instantes e todos seus detalhes. Quem não cumpre a lei recebe a pena estabelecida na Constituição, que para quem comete o crime de responsabilidade é o afastamento definitivo do cargo"
Gleisi Hoffmann (PT-PR), senadora
"Se afasta uma presidente que não cometeu crime de responsabilidade e canta-se o hino nacional. Rasga-se a Constituição e fala-se em nome dela. Eu lamento muito estar fazendo parte deste momento histórico triste para a nossa democracia."
Lindbergh Farias (PT-RJ):
“Hoje é um dia trágico. Afastar a presidente por três decretos, enquanto o Congresso todo está acusado. Não tenho duvidas em afirmar que no futuro vai ter uma outra sessão do Senado Federal anulando esse crime que aconteceu hoje.Eu encaro aquela vitoria que a presidente teve na inabilitação, porque tinha muita gente com peso na consciência. Porque sabia que não tinha crime de responsabilidade."
José Anibal (PSDB-SP), senador
"Esse resultado foi motivado até pelo comportamento dos seus apoiadores nos últimos dias. Diante da eminente derrota eles se tornaram muito mais agressivos, desrespeitosos e mostrando uma profunda insatisfação com as leis."
José Eduardo Cardozo, advogado de Dilma e ex-ministro
"É um dia triste para a democracia brasileira quando uma presidente da República é afastada do seu cargo sem nenhum fundamento sem crime de responsabilidade. Realmente é um golpe parlamentar. Portanto, acho que é um dia triste, nós vamos ao Supremo Tribunal Federal."
Raimundo Lira (PMDB-PB)
“Eu sempre fui a favor de manter o texto da Constituição na sua inteireza, mas já que foi dividida eu votei a favor da cassação da presidente Dilma Rousseff e votei contra a supressão de seus direitos políticos porque eu não condeno a mesma pessoa duas vezes”.
Ronaldo Caiado (DEM-GO)
“Nós recorreremos no Supremo Tribunal Federal. É inadmissível o fatiamento da pena, a pena é única. Cassação com inabilitação. Esse é um grande acordo costurado e que vai trazer uma situação de beneficiar a todos que serão cassados a partir de agora. São cassados do cargo, mas podem, a partir de amanhã, manter suas funções de secretários, ministros de Estado, podendo ocupar função pública”.

Temer diz que governo não é golpista e que não aceitará divisão na base


Filipe Matoso e Alexandro MartelloDo G1, em Brasília
O presidente da República, Michel Temer, contestou nesta quarta-feira (31), na primeira reunião ministerial de seu governo após a aprovação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, a tese da oposição de que o afastamento da petista foi um golpe. Ele também afirmou que não aceitará divisão em sua base de apoio no Congresso Nacional.
Elevando o tom da voz, Temer pediu aos ministros de seu governo reação às acusações de que sua gestão é "golpista".
"Golpista é você, que está contra a Constituição", enfatizou, referindo-se aos opositores que o acusam de ter dado um golpe.
"Não vamos levar desaforo para casa. [...] Não podemos deixar uma palavra sem resposta", complementou.
Em meio à fala, o presidente disse que, durante o período em que estava comandando o país como interino, não respondeu às acusações dos adversários, mantendo, segundo ele, uma "discrição absoluta". Agora, ressaltou Temer, não levará ofensa para casa.
"As coisas se definiram, e é preciso muita firmeza", afirmou aos integrantes do primeiro escalão.
Ele ainda disse que "no plano internacional tentaram muito e conseguiram dizer que no Brasil houve golpe", e disse que não se pode tolerar essa informação. "Isso aqui não é brincadeira."
A reunião ministerial começou por volta das 17h30, aproximadamente 40 minutos depois de ele ser empossado no comando do Palácio do Planalto em uma solenidade rápida no plenário do Senado. Três horas antes, no mesmo recinto, os senadores haviam decididoafastar definitivamente Dilma da Presidência da República.
Viagem à China
Na noite desta quarta, Temer viaja para a China, onde participará do encontro do G20, que reúne países com as maiores economias do mundo.
Segundo ele, a viagem será o primeiro momento para anunciar "novidade brasileira" aos outros países e começar a trazer investimento estrangeiro para o Brasil. Ele afirmou que terá uma reunião bilateral com o presidente da China no dia 2 de setembro e já foi convidado para reuniões com outros chefes de Estado durante o tempo em que ficará no país.
Temer pediu que os ministros divulguem que ele irá para a Ásia "para revelar aos olhos do mundo que temos estabilidade política e segurança jurídica."
União política
Em seu discurso aos ministros, o presidente empossado uma hora antes pediu trabalho com afinco de sua equipe, a desburocratização de medidas e a divulgação das medidas tomadas pelo governo.
Ele orientou os ministros a participarem das reuniões de bancadas com seus partidos para falar sobre a importância das medidas. "Não é um partido que está no poder e que despreza os demais. Ao contrário."
Com isso, ele busca sensibilizar os parlamentares para aprovar projetos considerados prioritários para o governo, como a PEC do teto dos gastos públicos - que ele espera aprovar ainda este ano - e a reforma da Previdência.
Temer ainda afirmou que gerar empregos deve ser o primeiro tema a ser levado em conta por seu governo. "Nós temos essa margem enorme de desempregados, os quase 12 milhões é uma cifra assustadora."

Jovem é presa com 20 kg de maconha em ônibus, no ES


Do G1 ES, com informações da TV Gazeta
Uma mulher de 20 anos foi presa nesta terça-feira (30) transportando mais de 20 kg de maconha em um ônibus que saiu de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro. A prisão ocorreu emItapemirim, no Sul do estado. Ela desembarcaria na Rodoviária de Vila Velha, segundo a polícia.

A abordagem ocorreu durante uma operação conjunta do Serviço de Inteligência e Grupo de Apoio Operacional do 9° Batalhão com a Polícia Rodoviária Federal, na localidade de Safra, em Itapemirim.

Segundo a polícia, a prisão da jovem e apreensão da droga ocorreram graças a uma denúncia anônima. A mulher foi detida e encaminhada para a Delegacia Regional em Itapemirim, onde foi autuada em flagrante por tráfico interestadual.
Maconha apreendida com jovem em Itapemirim (Foto: Divulgação/PRF)Maconha apreendida com jovem em Itapemirim (Foto: Divulgação/PRF)

Sogro é suspeito de matar genro por causa de churrasco em Colatina


Gabriela FardinDa TV Gazeta
Adenilson fazia churrasco quando foi morto a tiros (Foto: VC no ESTV)Adenilson fazia churrasco quando foi morto a tiros
(Foto: VC no ESTV)
Um homem de 43 anos, Adenilson Correia Meireles, foi morto a tiros dentro da própria casa na noite desta terça-feira (30) em Colatina, no Noroeste do Espírito Santo. O sogro da vítima, de 61 anos, é o principal suspeito. Ninguém foi preso ainda pelo crime, mas a Polícia Civil investiga o caso.
A polícia explicou que a motivação do assassinato estaria relacionada aos churrascos que a vítima costumava fazer. Na noite do crime, Adenilson fazia um desses eventos na área de serviço da própria casa, no bairro Nossa Senhora Aparecida. Por volta das 20h, o sogro teria chegado atirando no local.
Adenilson morreu ainda em casa. A esposa dele contou à polícia que o pai e o marido já haviam brigado outras vezes, porque o idoso não gostava dos eventos. Os dois moravam na mesma rua.

O corpo de Adenilson foi levado para o Serviço Médico Legal (SML) de Colatina. O suspeito fugiu após o crime.

Família arrecada dinheiro para trazer corpo de capixaba morta em Portugal


Serli SantosDa TV Gazeta
A família da capixaba Thayane Milla Mendes Dias, de 21 anos, encontrada morta em Portugal, está juntando dinheiro para trazer o corpo da filha para o Brasil. Doações também são pedidas pelas redes sociais. O pai de Thayane está em Brasília para tentar agilizar o processo, junto com o Itamaraty.
A jovem de Nova Venécia, no Noroeste do Espírito Santo, e as duas amigas de Minas Geraisestavam desaparecidas há quatro meses em Portugal. As três vítimas foram encontradas mortas em um tanque de água em Cascais, Portugal.
Thayane Milla Mendes Dias, de 21 anos, viajou no dia 28 de janeiro para Portugal e há 4 meses não fala com a família no Espírito Santo (Foto: Arquivo Pessoal)Corpo de Thayane foi encontrado em Portugal
(Foto: Arquivo Pessoal)
O Itamaraty informou que não pode arcar com os custos do transporte dos corpos, mas que pode prestar assistência necessária às famílias para fazer esse translado.
Caso as famílias não consigam trazer os corpos, a tentativa vai ser de conseguir dinheiro para cremar os corpos em Portugal e depois as cinzas serem trazidas para o Brasil.
O Ministério das Relações Exteriores informou que está acompanhando o caso e que as investigações seguem em segredo de Justiça. O Itamaraty disse que não está autorizado a divulgar informações sobre o caso.

O caso
A mineira Michele Santana Ferreira, de 28 anos, que é uma das vítimas, já morava em Portugal há nove anos, trabalhando como doméstica. Ela convidou a irmã mais nova, Lidiana Neves Santana, de 16, para morar com ela no final de 2015. A garota foi e chamou a amiga Thayane para ir também, morando na casa de Michele.

Thayane embarcou para Portugal no dia 28 de janeiro. Ela manteve contato com a mãe, Tânia Maria Mendes, por cinco dias depois da chegada, e depois não deu mais notícias. A família acreditava até em tráfico de mulheres e o caso era investigado pela Interpol e Polícia Federal.

Os corpos só foram encontrados nesta sexta-feira (26), dentro um tanque de um pet shop, em Tires, município de Cascais, em Portugal. Estavam em avançado estado de decomposição.

A mãe das duas jovens mineiras, Solange Santana Leite, de 50 anos, acredita que o namorado de Michele tenha participação na morte das moças. O pet shop onde os corpos foram encontrados era onde ele trabalhava. A mãe das mineiras disse ainda que a filha mais velha estava grávida.