WEB RÁDIO TROPICAL

WEB RÁDIO TROPICAL
24 HORAS NO AR ( A EMOÇÃO DO VERÃO)

OUÇA EM SEU SMART-FONE

SISTEMA ANDROID: CLICK SISTEMA I-PHONE> CLICK! SISTEMA ITUNES: CLICK SISTEMA BLACKBERRY> CLICK

WEB RADIO TROPICAL

24 HORAS NO AR - SEU VERÃO É MAIS GOSTOSO AQUI!
Carregando ...
COBERTURA TOTAL DO VERÃO 2017 DE SÃO FRANCISCO & REGIÃO! -

terça-feira, 30 de junho de 2015

Bombeiros encerram buscas por 'Bambu'


Clique na foto para ampliá-la
mistério. Buscas cobriram uma área extensa sem sucesso
O desaparecimento do comerciante Neivaldo Paes Soares, o "Bambu", de 54 anos, supostamente em São João da Barra (SJB), ainda é um mistério. Ele sumiu no último domingo (21/6), na área do Pontal de Atafona. Seu barco foi localizado por pescadores na mesma manhã, com o motor ainda ligado. O caso está sendo investigado na 145ª delegacia Legal (DL/SJB). No final da tarde desta terça-feira o Corpo de Bombeiros e a Marinha encerraram as buscas até que novas averiguações sejam feitas pela polícia.

Na última segunda-feira (29/6), uma equipe da delegacia, junto com o delegado Marcos Peralta, esteve na Ilha do Peçanha, na casa de Neivaldo, e foi constatado que alguns pertences do desaparecido, como uma prancha de surf e uma bomba d'água, haviam sido furtados após o desaparecimento de "Bambu".

De acordo com informações, próximo à embarcação, localizada no domingo, não havia ninguém e o barco foi amarrado à margem da Ilha da Convivência. Neilvaldo é conhecido por seus poemas sobre o Pontal de Atafona e o Rio Paraíba do Sul.

Ciclista reage a assalto e suspeito é preso na Av. 28 de Março


Clique na foto para ampliá-la
O suspeito foi preso encaminhado para a 134ª Delegacia Legal (Centro), onde a ocorrência foi registrada
Um homem foi preso após uma tentativa de assalto na noite desta segunda-feira (29), na Avenida 28 de Março, em Campos.

Segundo informações da Polícia Militar, um ciclista teia relado que passava pela avenida quando foi abordado pelo suspeito, de identidade não divulgada, que ordenou que ele entregasse o aparelho celular. A vítima teria reagido e com apoio de populares conseguiram deter o homem até a chegada da polícia.

O suspeito foi preso encaminhado para a 134ª Delegacia Legal (Centro), onde a ocorrência foi registrada.

HFM atendeu 99 casos de vítimas de arma branca em 12 meses


HFM (1) Saulo GarcezNoventa e nove vítimas de perfuração por arma branca foram atendidas no Hospital Ferreira Machado (HFM) nos últimos 12 meses, segundo informou a Fundação Municipal de Saúde (FMS). Nos meses de maio e junho do ano passado foram registrados 19 casos, a maior quantidade no período.
Somente nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, o HFM atendeu 16 casos de perfuração por arma branca. De acordo com os dados da FMS nos últimos cinco anos o HFM chegou a atender a 680 casos. Apenas em 2009 esse número chegou a 184.
No início deste mês a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou o projeto de lei que proíbe o porte de armas brancas no estado. Segundo o texto, está proibido o porte de objetos cortantes, como facas, canivetes e estiletes com lâmina maior que dez centímetros.

Presa em flagrante com droga em Itaperuna


30-06Uma jovem de 24 anos, foi presa em flagrante por tráfico de drogas na tarde desta terça-feira (30), em Itaperuna. De acordo com a polícia, militares do 29° BPM que atuam no GAT (Grupamento de Ações Táticas) da 1 Cia fizeram o levantamento de informação no disque-denúncia (22) 3822-1177 que apontavam para uma mulher moradora da localidade conhecida como Castelo sendo a gerente de tráfico de drogas, na rua Olavo Bilac.
A jovem foi surpreendida durante abordagem a uma usuária de drogas de aproximadamente 35 anos, moradora do bairro loteamento João Bedim, no momento da venda de um papelote de cocaína.
A jovem foi encaminhada na 143ª DP de Itaperuna. A ação foi realizada pelos policiais militares: subtenente S. Freitas, sargentos A. Paixão e Cledson, soldados Mazzini, De Oliveira e Xavier.


Delegado: fato novo não altera apurado na ‘Machadada’


Delegado Chefe da Policia Federal de Campos fala sobre a operação para combater vigilantes e seguranças irregulares nos estabelecimentos em Campos.Drº Paulo Cassiano, Delegado da Policia Federal ? Campos.Foto: Raphael Corderiro“O que importa é que as provas eram lícitas e continuam sendo lícitas”, disse o delegado da Polícia Federal (PF) Paulo Cassiano Júnior, sobre a nova versão apresentada por Jakson Meireles para justificar as gravações feitas pelo mesmo, que levaram à prisão em flagrante da ex-prefeita de São João da Barra, Carla Machado, e do candidato à vice Alexandre Rosa (PMDB), em 3 de outubro de 2012. Cassiano garantiu que a mudança do depoimento de uma das principais testemunhas da “Operação Machadada” em nada muda o que foi apurado à época.
Para o ex-vereador Zezinho Camarão, “toda esta mudança de rumo foi arquitetada pela própria Carla Machado”. Ele destacou que a entrevista no programa dela, sábado, na Campos Difusora, na qual Jackson apresentou uma nova versão do caso, as perguntas foram direcionadas para que ele respondesse apenas o que convinha à ex-prefeita. “Está claro para qualquer um que a entrevista foi manipulada. Agora, ele vai ter que provar tudo o que disse nesta nova versão”, ressaltou Camarão.
O delegado Paulo Cassiano afirmou ter sido procurado à época da Operação por Camarão e pelos senhores Rodrigo Rocha e Jakson Meireles. “Eles apresentaram algumas gravações que no entendimento deles revelavam compras de votos. Instaurei inquérito, apurei os fatos e não tive conhecimento do recebimento de qualquer dinheiro pelos denunciantes”.
Cassiano destacou que pouco depois da denúncia vir à tona, o próprio advogado da ex-prefeita solicitou que fosse feita perícia no áudio. “As gravações foram periciadas em juízo e ficou provada que a voz de quem aparecia comprando votos era da ex-prefeita”.
Para o delegado, “esse assunto está encerrado, porque para a Polícia Federal as novas declarações de Jakson Meireles não trazem nenhum prejuízo às provas”. No entanto, ele assinala que a nova postura de Jakson caracteriza falso testemunho. “Há um crime que precisa ser esclarecido e estaremos – eu mais os dois outros delegados que trabalharam no caso – nos reunindo com a delegada titular, Carla de Melo Dolinski.
Insultos – À época da Operação Machadada, a ex-prefeita Carla Machado representou contra Paulo Cassiano Júnior junto ao Ministério da Justiça, que abriu sindicância e constatou que as reclamações da ex-prefeita não procediam.
No último final de semana Carla Machado voltou a fazer ataques contra o delegado, desta vez em sua rede social, apontando-o como “covarde” e “arbitrário”, dizendo ainda que foi presa ilegalmente por Paulo Cassiano. O delegado preferiu não se manifestar sobre os novos insultos. Disse apenas: “fiz aquilo que me cabia fazer e tenho consciência disso”.

Funcionário do Detran vendeu CNH falsa


AjVw8Ym6lOWbKpss_gqfqt0wNHBBuK9cMFl_Zo_gk-2L (1)AuY1n0P8ICIeaODzpnR_ZLWPmD0c5XdqmzdpXWsPup-C (1)Um homem foi preso após ser flagrado por policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv) com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa. A abordagem ocorreu na noite desta segunda-feira (29) no km 19 da RJ-224, em frente ao Posto 15, em Imburi, São Francisco de Itabapoana.
O motorista P.S.G.C. conduzia um veículo Saveiro e apresentou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ao perceber a textura do documento realizaram a consulta, constatando como inexistente. Sendo encaminhado para a delegacia, o suspeito confessou ter pago a quantia de R$ 1.500 a um funcionário do Detran-RJ, em Campos, realizando apenas a identificação biométrica e recebendo o documento após 40 dias.
P.S.G.C. foi preso em flagrante, permanecendo na 147ª DP, onde o caso foi registrado.
Participaram da ação, sargentos  S. Gomes, Namir e Lourenço (BPRv Posto 15, em Imburi/SFI).

Redução da maioridade seria “catastrófica” para o sistema prisional, diz Cardozo


maioridade_pec_coletiva (10)O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta terça-feira (30) que a aprovação da PEC 171, que reduz de 18 anos para 16 anos a maioridade penal para casos de crimes hediondo, pode gerar efeitos “catastróficos” para o sistema prisional brasileiro. Cardozo participou, no Palácio da Justiça, de reunião com o ministro da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Pepe Vargas, e parlamentares aliados. Eles discutiram possíveis consequências da aprovação da PEC.
“O sistema penal tem hoje um déficit superior a mais de 220 mil vagas. Alguns presídios têm taxa de ocupação de até 160%. Além disso, temos registros de 400 mil mandados de prisão. Ao contrário do que se fala, a criminalidade também não vai diminuir a longo prazo e apenas vai gerar mais sensação de insegurança na sociedade”, disse o ministro.
Cardozo informou ter levado aos parlamentares dados importantes para que a discussão do tema não assuma tom passional. Para o ministro, isso p\oderia acarretar soluções que não alcancem de fato o problema da criminalidade entre adolescentes e os coloquem em situação de mais risco.
“A solução não é essa. A redução [da maioridade] trará efeito contrário ao esperado pela opinião pública. Na prisão, o jovem será mais facilmente cooptado pelo crime organizado, no qual ficará ligado ao sair. Ela trará no futuro ainda mais insegurança”, explicou José Eduardo Cardozo.
A PEC 171 deve ser votada, em primeiro turno, hoje à tarde na Câmara dos Deputados. Pela proposta, adolescentes de 16 anos passarão a ser responsabilizados penalmente em casos de crimes graves, entre eles homicídio, estupro e roubo seguido de morte. De acordo com texto aprovado em comissão especial da Casa, a prisão sem distinção de idade poderá ocorrer pela prática de crimes de lesão corporal grave ou lesão corporal seguida de morte e roubo agravado.
Movimentos sociais contrários à aprovação da medida estão acampados desde ontem (29) no gramado em frente ao Congresso. Com a expectativa de que a votação seja tumultuada, o presidente da Câmara distribuirá senhas para os partidos horas antes da sessão.
Relator da matéria, o deputado Laerte Bessa (PR-DF) não acredita que a presença de manifestantes possa sensibilizar alguns parlamentares durante a sessão. A expectativa de Bessa é que a matéria consiga os 308 votos necessários para que seja enviada à análise do Senado Federal. “[A presença dos manifestantes] pode atrapalhar o andamento, mas não tenho medo de mudança de posição dos parlamentares.”

Alambique: alternativa no setor sucroalcooleiro de Campos


photos (1)Foi inaugurada nesta terça-feira (30), na Fazenda Abadia, mais uma empresa do setor da agroindústria, em Campos, que representa investimentos da ordem de R$ 6 milhões, com recursos próprios. Trata-se do Alambique Tellura, empresa com capacidade instalada para processar cana e produzir até 500 mil litros de cachaça envelhecida por ano, com geração de 50 empregos diretos na primeira fase de funcionamento.
A prefeita Rosinha Garotinho foi representada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Orlando Portugal. Ele cumprimentou o empresário Carlos Alberto Corrêa Mariz pelo empreendimento que gera emprego e divisas para o município.
– A iniciativa do setor sucroalcooleiro serve também como exemplo para o setor produtivo como um todo, porque é em momentos de crise que somos desafiados a encontrar alternativas para superar as dificuldades – destacou o secretário, que estava acompanhado da equipe econômica do governo.
A convite do empresário, a equipe de gestores da Prefeitura de Campos visitou todas as instalações do moderno alambique, que tem foco inicial para atender o mercado interno, e no médio prazo, o mercado externo, especialmente o mercado europeu.

BRs: acidente sem vítima registro pela internet


PRF1Acidentes sem vítimas em rodovias federais (BRs) passarão a ser registrados pela internet. Desenvolvido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), o serviço substitui o boletim de ocorrência feito pelos policiais e deve reduzir tempo de espera do motorista para fazer o registro.
O serviço foi lançado nesta terça-feira (30) e deve absorver 50% das declarações de acidentes que acontecem todos os anos nas rodovias federais, calcula a diretora-geral da polícia, Maria Alice Nascimento Souza. Em 2013, do total de acidentes ocorridos, 62% não provocaram vítimas. Em 2014, não houve vítimas em 58% dos acidentes.
“Não temos um diagnóstico preciso, mas calculamos que 50% dos acidentes sejam de pequena monta. Além disso, [o novo serviço] nos permite priorizar atendimentos a acidentes mais graves”, disse Maria Alice.
De acordo com o secretário executivo do Ministério da Justiça, Marivaldo Pereira, o documento gerado após a declaração do acidente vale como prova em tribunais e é reconhecido pelas seguradoras. “Isso acaba facilitando uma possível judicialização, já que serve de prova”, disse.
Quem precisar utilizar o sistema pode fazer o boletim em um prazo de 60 dias após o acidente, mas alguns requisitos serão levados em consideração. O acidente não pode envolver vítimas, risco para o meio ambiente (caso de cargas tóxicas, por exemplo) ou o patrimônio público.
O serviço é gratuito e passou a ser oferecido no site da PRF. Ele pode ser feito por qualquer aparelho com acesso à internet e a e-DAT, como é chamada a declaração, será emitida 5 dias úteis após a validação do documento virtual.

Hemocentro precisa de doações com urgência


photos (53)SANGUEO Hemocentro Regional de Campos, que funciona no Hospital Ferreira Machado (HFM), está precisando de doações de todos os tipos sanguíneos. Com uma demanda maior que o número de doações, a situação está crítica e algumas cirurgias eletivas, ou seja, marcadas com antecedência, estão sendo adiadas por falta de sangue.
A assistente social do Hemocentro, Rosangela Frauches, diz que a unidade só está conseguindo atender às urgências e emergências. “A demanda por transfusões é muito maior que a quantidade de doações recebidas. A população de Campos cresceu muito nos últimos anos, e o número de procedimentos cirúrgicos também aumentou consideravelmente”, afirma a assistente social.
O Banco de Sangue, que normalmente, registra uma média de 40 doadores por dia, tem recebido cerca de 20 doadores/dia. O Hemocentro precisa de no mínimo, 70 doações diárias para manter seu estoque equilibrado. Podem doar jovens e adultos de 16 até 67 anos.
Doadores com 16 e 17 anos devem preencher formulário próprio fornecido pelo Hemocentro Regional de Campos, com o consentimento formal do responsável legal para cada doação, e com cópia da identidade oficial do responsável anexada. Candidatos com idade superior a 60 anos só poderão doar se realizaram doações de sangue anteriormente.
Para doar também é preciso levar um documento original de identidade com foto, ter peso superior a 50 Kg, não estar em jejum e não ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas três horas. Além das doações na sede do Hemocentro, que funciona diariamente das 7h às 18h, instituições públicas, empresas, comunidades e municípios podem colaborar com o Banco de Sangue por meio da Unidade de Coleta Móvel, agendando visitas pelo telefone 0800 28 20 250.

Bandido invade loja de material esportivo no Centro e rende vendedora


AtPTrihuxh9TNWdlptNyd1B0NuqySPfP6OPAl4kWHb6cAkFybkl9GpOjWL30Z65UQ8XCHc1oJiiUcbTPqQ4H7TwhfotoA Loja Chicri, de materiais esportivos, situada na Rua João Pessoa, no Centro de Campos, foi invadida por um ladrão armado, na manhã desta terça-feira (30), por volta das 10h30. Uma vendedora foi rendida e agredida pelo ladrão.
Segundo a polícia, o suspeito trajando camisa branca e bermuda vende e portava uma faca. Ele rendeu, inicialmente, uma funcionária e anunciou o assalto.O ladrão chegou a arranhar o braço esquerdo da vendedora.
Após roubar 10 camisas, no valor de R$ 119 cada,  fugiu em uma bicicleta. Populares que passavam pelo local perceberam o roubo e acionaram a polícia.
Buscas estão sendo feitas na área central.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Granadas e droga são apreendidas dentro de casa em Vila Velha, ES


Polícia apreendeu material durante patrulhamento em Cobi de Baixo.
Ninguém foi preso até o final da tarde deste domingo (28).

Do G1 ES
Maconha apreendida em casa de Vila Velha (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)Maconha apreendida em casa de Vila Velha
(Foto: Reprodução/ TV Gazeta)
A Polícia Militar apreendeu 11,5 quilos de maconha, duas granadas, balança de precisão e um colete a prova de balas durante um patrulhamento, no bairro Cobi de Baixo, em Vila Velha, neste domingo (28). Ninguém foi preso.
Segundo a PM, a polícia o bairro sofre com o intenso tráfico de drogas na região. “O colete apreendido não tem ligação com o material furtado de delegacias. Eles usavam a residência para embalar a droga e comercializar”, disse o aspirante Andrade.
Granadas apreendidas em Cobi de Baixo (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)Granadas apreendidas em Cobi de Baixo (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

'Não vou ficar muito tempo preso', diz suspeito de roubo a carro no ES


Roubo aconteceu neste domingo (28), em Nova Carapina, Serra,
Na delegacia, Vagner Albuquerque não demonstrou arrependimento.

Daniela CarlaDa TV Gazeta
Um homem foi preso suspeito de roubar um carro na tarde deste domingo (28), em Nova Carapina II, na Serra, região Metropolitana de Vitória. Na delegacia, Vagner Albuquerque não demonstrou arrependimento. “Já peguei duas cadeias. É só esperar onze meses no máximo e estou na rua”, disse.
A família passou momentos de pavor. Enquanto Vagner Albuquerque invadiu a casa e fez várias ameaças, o companheiro ficou na rua dando cobertura. Após o roubo, o segundo suspeito conseguiu fugir.
A vítima, uma manicure de 37 anos, estava na varanda da casa com a mãe, quando desconfiou de dois homens que passaram na rua, mas não deu tempo de evitar. “Ele apontou a arma para cima da gente. Ficamos sem ação e espantados. A gente não sabia o que eles iam fazer, armado ainda”, disse a vítima, que não quis se identificar.
Com o filho de quatro anos e os sobrinhos em casa, a família ficou apavorada. “Você fica meio aéreo, a tensão é muito grande”, disse o morador, de 50 anos.
Assim que fugiu, o suspeito lembrou que tinha esquecido o comparsa perto da casa das vítimas e voltou para buscá-lo, quando se deparou com o carro da Polícia Militar.
O militares começaram uma perseguição e disseram que seguiram o suspeito por menos de um minuto. O suspeito perdeu o controle do carro e bateu em outro veículo que estava parado na rua.
Vagner Albuquerque foi preso e levado para Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) da Serra.
No local ele disse que é usuário de drogas e que não vai ficar preso por muito tempo. “Uso crack e já peguei duas cadeias. já, uso crack. É só esperar onze meses no máximo e estou na rua”, disse.
A vítima do roubo reclamou da situação. “Hoje em dia está muito difícil. A polícia faz a parte dela, mas a Justiça não faz. Infelizmente, ele não vai ficar muito tempo preso”, disse.
Suspeito de roubar carro no Espírito Santo diz que logo vai ser solto (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)Suspeito de roubar carro no Espírito Santo diz que logo vai ser solto (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

Professor é indiciado por armazenar fotos pornográficas de aluna, no ES


Segundo delegado, ele manteve relacionamento com menor de 17 anos. 
Professor não foi detido, mas pode pegar até 12 anos de reclusão.

Do G1 ES
Conversa foi divulgada pela Polícia Civil (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)Conversa entre o professor e a aluna em rede
social (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)
Um professor de uma escola particular de Vitória, de 41 anos, foi indiciado por armazenar fotos pornográficas de uma aluna de 17 anos. De acordo com o delegado, ele mantinha diálogos de cunho sexual com a adolescente pela internet. O suspeito pode pegar até 12 anos de reclusão.
O delegado Lorenzo Pazolini, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), contou que a investigação começou após o pai da adolescente procurar a delegacia.
“O pai disse que ela ficava muito tempo no computador, às vezes até virava a noite. Um dia, ele pegou o computador e viu as conversas e a troca de fotos”, explicou Pazolini.
À polícia, a menor contou que o perfil com quem ela mantinha contato era de um professor da escola particular em que ela estuda, em Jardim Camburi, Vitória. Ela disse que tinha admiração por ele e que eles se aproximaram nos períodos de intervalo ou fim das aulas. Depois, trocaram endereços de e-mail e contato nas redes sociais.
“A partir daí, houve aproximação. Eles passaram a trocar fotos pornográficas e chegaram a ir ao motel”, contou o delegado.
Ainda segundo Pazolini, inicialmente, o professor negou os fatos. “Ele negou, mas aí apresentamos as conversas e ele confirmou que houve contato com ela. Mas negou que a tenha coagido ou a ameaçado. E a jovem confirmou que a relação foi consensual”, disse.
O professor foi interrogado e indiciado por incentivar que a adolescente fizesse fotos em situação pornográfica e por armazenar as imagens. De acordo com o delegado, ele não foi detido porque não houve flagrante, mas pode pegar até 12 anos de reclusão.

'Nunca vi história de amor maior', diz irmã de vítima de colisão no ES



Tragédia matou quatro pessoas na Rodovia do Sol, em Vila Velha.
Jennifer prestou homenagem à Jéssica Mendes em texto no Facebook.

Naiara ArpiniDo G1 ES
Jéssica e Bruno morreram em acidente de carro, em Vila Velha (Foto: Reprodução/ Facebook)Jéssica e Bruno morreram em acidente de carro, em Vila Velha (Foto: Reprodução/ Facebook)
A irmã de uma das vítimas do acidente que deixou quatro mortos na Rodovia do Sol, em Vila Velha, Grande Vitória, na noite deste sábado (27), publicou, nesta segunda-feira (29), uma homenagem à irmã e ao cunhado, que também morreu no acidente. ‘Durante toda minha vida nunca vi uma história de amor maior que a de vocês dois’, escreveu Jennifer Mendes, em sua página no Facebook.
Jennifer é irmã de Jéssica Adriana Mendes da Cruz, de 21 anos, e cunhada de Bruno Raidan Gobbi, de 24. O casal morreu em um acidente envolvendo o carro em que eles estavam, um veículo da Polícia Civil e uma bicicleta, na noite deste sábado (27).
Além deles, o jovem Ricardo Henrique Piveta Corssini, 21 anos, que estava no banco de trás do carro, e o ciclista Roberto Pereira da Silva também morreram.
Nesta tarde, Jennifer homenageou a irmã e o cunhado com um texto sobre a história do casal.
“E meu coração se conforta pelo simples fato de um estar cuidando do outro. Isso não é um adeus, e sim um até logo, pois eu sou a vela oficial de vocês. Mas Ricardinho está com vocês para fazer o meu papel por um tempo. Meus dias nunca mais serão os mesmos, mas sei que vão sempre estar cuidando de mim, igual sempre fizeram em vida. Amo vocês para sempre!”, escreveu Jennifer.
Acidente na Rodovia do Sol (Foto: Foto Leitor/ A Gazeta)Acidente aconteceu na Rodovia do Sol
(Foto: Foto Leitor/ A Gazeta)
O acidente
Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE-ES), Bruno dirigia o Fox vermelho no sentido Guarapari quando, ao tentar desviar de um ciclista que atravessava a pista, perdeu a direção do carro, invadiu a contramão e colidiu contra um carro de transporte de cadáveres da Polícia Civil - conhecido como Rabecão.
Bruno e Jéssica morreram na hora. Ricardo chegou a ser socorrido, mas não resistiu. Letícia Raidan Gobbi, irmã de Bruno e namorada de Ricardo, também estava no banco de trás. Ela ficou ferida, segue internada em um hospital de Vitória e o estado de saúde dela é estável.
Os dois policiais civis que estavam no 'rabecão', carro do Departamento Médico Legal da Polícia Civil, ficaram feridos e foram socorridos.
Márcio Coelho Rodrigues, 47 anos, que dirigia a caminhonete, e Gustavo Henrique de Oliveira, 34 anos, que estava no carona, foram hospitalizados, mas já receberam alta.
Família
O pai de Bruno e Letícia, Eliomar Gobbi, falou que, até a noite deste domingo (28), Letícia ainda não sabia da morte do irmão e do namorado.
   
“A Letícia está no hospital, porque quebrou o braço. Ela não sabe o que aconteceu. Estamos aguardando a hora de dar essa notícia para ela, porque o irmão e o namorado de uma vez, imagine bem. Os dois eram muito apegados”, disse.
Ele também comentou que Bruno dirigia bem, e que era “tranquilo e muito sereno”.
Planos
Bruno e Jéssica namoravam há cinco anos e já faziam planos de se casar assim que terminassem os estudos. Ela era estudante do nono período do curso de direito da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Iria se formar em 2016, mas continuaria estudando para realizar o sonho de ser juíza.
“Ela ia fazer a prova da OAB e estudar para concurso. Na verdade, já estava estudando. Tinha o sonho de ser juíza”, afirmou o pai, o representante comercial Anderson da Cruz, ao jornal A Gazeta.
Além desse sonho, ela pretendia terminar o curso e se casar com Bruno. “Eles já conversavam sobre casamento. Eram feitos um para o outro”, contou a bancária Larissa Medeiros, que veio de Belo Horizonte (MG) para Vitória assim que soube da morte da amiga, durante a madrugada.
Irmã de Jéssica publicou texto no Facebook (Foto: Reprodução/ Facebook)Irmã de Jéssica publicou texto no Facebook (Foto: Reprodução/ Facebook)

Família diz que jovem morto na Coroa, no Rio, era entregador de pizza


Rafael Camilo Neris, de 23 anos, estava trabalhando quando foi atingido. 
Bope fazia operação na comunidade; dois suspeitos morreram.

Do G1 Rio
Um entregador de pizza morreu, após ser atingido por uma bala perdida no Morro da Coroa, no Centro do Rio, na noite de domingo (29), como mostrou o RJTV. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) fazia uma operação na comunidade, na ocasião. Dois suspeitos morreram e outro ficou ferido.
Rafael Camilo Neris, de 23 anos, estava a caminho de fazer uma entrega no Morro da Coroa, por volta das 20h, quando foi baleado. Ele foi encaminhado ao Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a família, ele tinha dois empregos e nunca se envolveu com tráfico de drogas.
Policiais do Bope entraram em confronto com criminosos na comunidade no mesmo horário. Eles cruzaram com oito homens na localidade conhecida como Serra Pelada. O suspeito ferido foi identificado como Marcelo Francisco, o “Ná do Salgueiro”, supostamente o chefe do tráfico da comunidade. Ele foi operado no abdômen também no Hospital Souza Aguiar.

Foram apreendidas munições, carregadores, duas pistolas e granadas de fabricação caseira.

Em nota, a Polícia Militar não cita a morte de Rafael Camilo Neris. O comunicado diz apenas que dois suspeitos foram mortos e um ferido. O entregador não seria um dos citados.
De acordo com informações da 5ª DP (Mem de Sá), as investigações estão em andamento para apurar as circunstâncias das mortes de Rafael Camilo Neris e Robson Ferreira da Conceição. Ainda segundo a polícia, Maurício Francisco de Azevedo, 44 anos, foi preso em flagrante por tentativa de homicídio e está custodiado no hospital. Em depoimento, os policiais militares disseram que com eles foram apreendidas cinco granadas, duas pistolas, nove cartuchos e carregadores. As armas dos PMs foram apreendidas e encaminhadas para perícia.