WEB RÁDIO TROPICAL

WEB RÁDIO TROPICAL
24 HORAS NO AR ( A EMOÇÃO DO VERÃO)

OUÇA EM SEU SMART-FONE

SISTEMA ANDROID: CLICK SISTEMA I-PHONE> CLICK! SISTEMA ITUNES: CLICK SISTEMA BLACKBERRY> CLICK

WEB RADIO TROPICAL

24 HORAS NO AR - SEU VERÃO É MAIS GOSTOSO AQUI!
Carregando ...
COBERTURA TOTAL DO VERÃO 2017 DE SÃO FRANCISCO & REGIÃO! -

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

PREFEITO, VEREADORES DE SÃO FRANCISCO DE ITABAPOANA DIPLOMADOS DIA 19 DE DEZEMBRO


Prefeito, vereadores e suplentes de SFI diplomados dia 19 de dezembro

Mauro de Souza
Pedrinho Cherene foi eleito com mais de 15 mil votos
  
Pedrinho Cherene foi eleito com mais de 15 mil votos
mais menos
O prefeito  eleito  de  São  Francisco  de  Itabapoana,  Pedro Jorge  Cherene  Júnior  (PSC), o  vice  Amaro  Barros  (PP) e  os  13 vereadores e suplentes serão diplomados no dia 19 de dezembro, às 10h, no Salão do Júri, no Fórum da Comarca da cidade.
Todos  os  candidatos  para serem diplomados tem  que estar com as contas de campanha em dia com a Justiça Eleitoral, caso contrário, segundo a legislação eleitoral, podem não receber o diploma em dezembro, fato que  os  impossibilitariam  também  de tomar  posse  do cargo  em janeiro de 2013.
A transição governamental terá início no dia 01 de dezembro, reunindo-se as comissões no período das 10h às 12h, na sala de reuniões da Prefeitura Municipal, e se encerra com a posse do novo Prefeito.
O candidato Pedro Jorge Cherene Júnior (PSC), mais conhecido como Pedrinho Cherene, é o novo prefeito de município de São Francisco do Itabapoana. Ele recebeu 15.804 dos votos válidos.
Redação / Ascom

OUTRO ACIDENTE COM ÔNIBUS


Outro acidente com ônibus deixa homem ferido na Campos/São Fidélis

Carlos Grevi
Vítima foi encaminhada para o HFM
  
Vítima foi encaminhada para o HFM
mais menos
Outro acidente envolvendo ônibus deixa um homem ferido na RJ-158, Campos/São Fidélis, na tarde desta terça-feira (27/11).

De acordo com o Corpo de Bombeiros o carro de passeio bateu na traseira de um coletivo da empresa Brasil.

O acidente aconteceu no distrito de Santa Cruz, o condutor, ainda não identificado foi socorrido com ferimentos leves para o Hospital Ferreira Machado (HFM). Nenhum passageiro do coletivo ficou ferido.
Ururau

CARLA MACHADO DENUNCIA SUPOSTO ESQUEMA


Carla Machado denuncia suposto esquema na véspera da eleição

Reprodução
Prefeita de São João da Barra postou no Facebook vídeo entregue ao MP
  
Prefeita de São João da Barra postou no Facebook vídeo entregue ao MP
mais menos
Em contato com o Site Ururau na noite desta terça-feira (27/11) a prefeita de São João da Barra, Carla Machado, destacou a postagem que fez em sua página no Facebook, de um vídeo editado a partir das imagens aparentemente feitas pelas câmeras de segurança de um edifício da área central de Campos.
Segundo a postagem, as imagens teriam sido feitas entre 20h e 0h, do dia 06 de outubro, véspera das eleições municipais. No vídeo aparecem vários políticos do grupo de apoio ao então candidato, Betinho Dauaire (PR), além do próprio candidato e de seu filho, Bruno.
As denúncias foram formalizadas e entregues ao Ministério Público Estadual. Nas imagens aparecem ainda o candidato a vice pelo PR, Gerson Crispim, Carlos Machado, o Kaká, então candidato a vereador, Winster Brito (também candidato), Luiz Fernando (diretor de rádio), um empresário, o policial militar Renan Sampaio e dois denunciantes do caso que culminou na "Operação Machadada", Jakson Meireles e Rodrigo Rocha. 
Ainda segundo a prefeita Carla Machado, o vereador Zezinho Camarão, apesar de não aparecer nas imagens, estava em frente ao edifício vizinho, aguardando a saída de Lucas e Bruno.

Em alguns momentos, as imagens mostram quando políticos sobem sem nada nas mãos e descem com alguma bolsa ou pacote. Carla Machado lembra que na véspera da eleição, no horário em que os políticos saem do prédio já não é mais possível fazer nenhum tipo de propaganda eleitoral. As imagens foram levadas ao Ministério Público Eleitoral.

“Olha, eu acho que as imagens por si só falam, porque numa noite que é véspera de eleição, num horário compreendido entre 20h e 0h, onde às 22h não é mais permitido nenhum tipo de divulgação política, foram em horários alternados, quase que combinados, um saía, outro entrava, entravam sem nada e saíam carregando bolsa, pacote, pasta, enfim, a suspeita é muito forte que tenham ido buscar recursos pra campanha do dia seguinte, até porque só se tratavam de políticos, candidatos a prefeito, a vice-prefeito, vereadores, presidentes de partido, os denunciantes, os que gravaram e nos denunciaram na Polícia Federal. Acho que são indícios muito fortes, que se forem comparados às frases soltas que foram tiradas de uma conversa que eu tive com um deles fica assim bem longe de se achar alguma coisa”, desabafa Carla Machado.
A prefeita avisa que outras denúncias relativas ao grupo de Betinho estão em curso. “Nós não vamos parar aí não, nós já temos também outras situações que comprovam a compra de votos por pessoas que estiveram nesse edifício e isso já está no Ministério Público”, diz Carla.
Carla Machado, que tem utilizado a rede social para fazer denúncias, afirma que continuará utilizando o mesmo método: “Eu vou terminar de postar tudo que eu tenho de denúncia, pra poder mostrar verdadeiramente onde está a quadrilha em São João da Barra”, finaliza Carla Machado.
A reportagem do Site Ururau tentou contato através do telefone com Betinho Dauaire e seu filho, Bruno, para que pudessem apresentar suas versões diante da denúncia, mas ambos estavam desligados.
Ururau

CERCA DE 200 MIL PESSOAS NA MOBILIZAÇÃO PELO ROYALTIES

Royalties


26 de novembro de 2012 · 20:10

Cerca de 200 mil pessoas na mobilização pela manutenção dos royalties

Estado/RJ - Tania Rego / ABr
Ato público foi realizado nesta segunda no Centro do Rio de Janeiro
  
Ato público foi realizado nesta segunda no Centro do Rio de Janeiro
mais menos
Segundo os organizadores cerca de 200 mil pessoas participaram, nesta segunda-feira (26/11), no Centro do Rio, da manifestação contra as novas regras de distribuição dos royalties do petróleo aprovadas pela Câmara dos Deputados, no início do mês.
O movimento “Veta, Dilma. Contra a injustiça. Em defesa do Rio”, que contou com uma caminhada da Candelária até a Cinelândia e continuou com a leitura de um manifesto e shows em um palco montado ao lado do Teatro Municipal, recebeu o apoio de autoridades, artistas, atletas e organizações não-governamentais e autoridades governamentais, sendo realizada nos mesmos moldes que em 2010, sem discursos políticos.
O Governo do Estado e os municípios fluminenses poderão perder, já em 2013, R$ 3,4 bilhões em receita, caso seja sancionado o projeto de lei de número 2.565, aprovado no dia 6 de novembro. Até 2020, a perda acumulada chegaria a R$ 77 bilhões, considerando a arrecadação de royalties e participações especiais de estados e municípios. O cálculo foi feito por técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Estado do Rio de Janeiro, tomando como premissas o preço do barril de petróleo a US$ 90 e câmbio de R$ 2,00.
"Se a presidenta Dilma Rousseff não vetar o projeto, teremos dificuldade de executar projetos em todo o Estado", disse o governador Sérgio Cabral durante entrevista coletiva realizada após a leitura do manifesto, na Cinelândia.
Segundo o governador, não é exagero dizer que o projeto de lei vai inviabilizar diversas ações do estado, como por exemplo a instalação de novas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). "Só este ano, em 2012, 7 mil homens entraram na polícia militar. Faremos um concurso e esperamos que o mesmo número se repita em 2013. Isso é um gasto permanente na folha de pagamento do Estado. Como vou manter e criar novas UPPs? Não estou exagerando. O projeto vai inviabilizar mesmo as realizações do Estado", afirmou o Governador.
CARAVANAS DE TODO ESTADOMilhares de pessoas dos municípios do Norte Fluminense (Campos, Macaé, São João da Barra e Quissamã) e Baixada Litorânea (Rio das Ostras) também participaram da mobilização. Só de Campos, cerca de 50 ônibus saíram, pela manhã, de diversos pontos do município
Esta é a segunda manifestação contra a redistribuição dos royalties. O projeto de Lei foi aprovado no dia seis deste mês em Sessão Deliberativa Extraordinária na Câmara dos Deputados em Brasília, prevendo a partilha dos royalties do petróleo entre os 5.575 municípios da união além dos 26 estados e Distrito Federal.

Participaram do ato diversos artistas e atletas, entre eles Gabriel Pensador, Carla Camurati, Xuxa, Bel Kutner, Marcos Frota, Danielle Hypólito, Diego Hypólito, Fernanda Montenegro e Fernanda Abreu, que leu o manifesto contra o projeto de lei que propõe a redistribuição dos royalties do petróleo. O texto destacou o crescimento econômico do Rio de Janeiro e a luta incansável em defesa dos royalties do petróleo.
"Os royalties são um direito constitucional, a perda significa a interrupção de relevantes projetos para os próximos anos. Reinvindicamos o veto da presidente Dilma Roussef", disse a artista.
Em seguida, repentistas da Feira de São Cristóvão se apresentaram ao público:
"É do Rio o petróleo idolatrado. Nós pedimos à presidenta que ajude esta nação".
A atriz Fernanda Montenegro também subiu ao palco para pedir para a Dilma Rousseff o veto do projeto de lei.
 
ENTENDA O PROJETO DE LEIPor 286 votos a favor e 124 votos contra, o texto de Vital do Rêgo aprovado pela Câmara no dia 6 de novembro estabelece que estados não produtores recebam 20% dos royalties até 2020 - o mesmo percentual destinado à União. Municípios produtores, como o Rio e Espírito Santo, ficam com 15% em 2013, que serão reduzidos progressivamente até chegar a 4% em 2020. Estados não produtores levam 21% em 2013, mas essa fatia cresce até chegar em 27% em 2020.
Com relação às compensações pagas pelas empresas petrolíferas para áreas que produzem grande volume ou têm grande rentabilidade, a União fica com 43% em 2013, passando a 46% em 2020. Neste caso, os estados produtores ficam com 32%, que serão reduzidos aos poucos para 20%, até 2020. Os produtores reduzirão sua participação de 5% para 4%. Estados não produtores terão 10% a partir de 2013, até chegar a 15% em 2020.
Além disso, o projeto de lei não contempla compensação, de 2013 a 2020, de eventuais prejuízos com perda de receita em relação a 2011 e exclui os produtores do fundo especial dos estados e municípios. A presidenta Dilma Rousseff tem até o dia 30 de novembro para decidir sobre o projeto de lei.

Redação / Imprensa/RJ

DILMA JÁ SABE COMO AGRADAR PRODUTORES E NÃO PRODUTORES


Dilma já teria uma saída para ‘agradar’ produtores e não produtores

Reprodução
Presidente deve anunciar com MP, veto parcial ao projeto dos royalties
  
Presidente deve anunciar com MP, veto parcial ao projeto dos royalties
mais menos
Não é por acaso que a presidente Dilma Rousseff (PT) usará todo o tempo que tem para anunciar sua decisão sobre o veto ou sanção do projeto de lei que modifica a distribuição de royalties do petróleo entre União, Estados e municípios. A expectativa anunciada a imprensa nesta terça-feira (27/11) por fonte que não quis ter seu nome apresentado, é a de que a presidente deverá editar uma Medida Provisória (MP) e assim, vetar parcialmente o projeto e assim manter os modelos atuais dos contratos já licitados, o que salvaria os estados e municípios produtores.
O prazo para o anúncio se encerra na próxima sexta-feira, dia 30, e literalmente todo o país está ligado a essa decisão, que para os produtores significa a receita e em muitos casos, chegando até a 80% das receitas dos municípios. O governo do Rio estima uma perda de mais de 3,4 bilhões de reais no próximo ano, e de 77 bilhões de reais até 2020, somente dos contratos existentes, considerando o texto aprovado pela Câmara.
Mas, para não criar embaraço com os estados e municípios não produtores, Dilma Rousseff já teria como saída, a negociação de dívidas junto ao governo federal, podendo ainda, aumentar o Fundo de Participação de Estados (FPE) e Municípios (FPM).
Pelo projeto aprovado no Congresso Nacional, os Estados produtores, perderiam arrecadação já a partir de 2013, quando os não produtores já passariam a receber recursos.
O governo teme principalmente a judicialização do processo, indo parar no Supremo Tribunal Federal (STF) o que acontecerá casos os estados produtores cumpram o que já anunciaram que farão caso seja aprovado o projeto e concretizada a perda. Essa decisão faria com que as licitações previstas para 2013, causando ainda uma instabilidade que prejudicaria as negociações. O primeiro leilão do pré-sal, ainda previsto no regime de concessão, está marcado para maio.
Dilma já havia declarado publicamente que é contra mexer na divisão das atuais receitas. A parte da lei que seria mantida pela presidente trata das regras de pagamento e distribuição de royalties nos campos do pré-sal, que serão licitados pelo regime de partilha, com o primeiro leilão previsto para novembro de 2013.
Ainda assim, existiriam problemas técnicos na proposta aprovada pelo Congresso, e o governo ainda está estudando qual a melhor forma de resolver essa questão, também para evitar novos debates e possíveis interseções da Justiça.
Redação

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

CIDADES DO ESTADO DO RIO E ESPIRITO SANTO LUTAM PELOS ROYALTIES


Campos e municípios na luta contra redistribuição dos royalties

Carlos Grevi / Ururau
“Veta, Dilma” deve reunir mais de 100 mil pessoas no Centro do Rio
  
“Veta, Dilma” deve reunir mais de 100 mil pessoas no Centro do Rio
mais menos
Moradores de vários municípios do Rio vão se juntar na luta contra a redistribuição dos royalties do petróleo. Nesta segunda-feira (26/11) na capital fluminense acontece o ato que vai pedir a presidente Dilma Rousseff, o veto do projeto de lei, aprovado no ínicio deste mês. A manifestação “Veta, Dilma”, é no Centro do Rio. 

De Campos devem seguir 50 ônibus rumo à capital. A saída está prevista para às 7h, da frente da Prefeitura, na Avenida 28 de Março. Além de Campos, Macaé, São João da Barra, Rio das Ostras e Quissamã  também vão levar caravanas para o “Veta, Dilma”.
Mais de 100 mil pessoas são esperadas na passeata. A concentração está prevista para  às 14h, na Avenida Rio Branco, próximo à Igreja Candelária, no Centro do Rio. Além da população, a manifestação vai contar com a presença dos deputados federais, Anthony Garotinho e Paulo Feijó, ambos do PR, dos senadores Francisco Dornelles (PP) e Lindbergh Faria (PT), além de deputados estaduais, autoridades políticas, artistas e atletas.  
Segundo o secretário de Governo da Prefeitura de Campos, Suledil Bernardino, os secretários se mobilizaram para levar o maior número de pessoas para a manifestação. “Temos que unir forças, quanto mais gente for, melhor. Se a redistribuição for aprovada todos nós vamos perder”, relata.
A luta da população do Rio, é contra a proposta do deputado federal Vital do Rêgo (PMDB-PB), que prevê que boa parte da compensação financeira paga aos estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo, que produzem praticamente todo o petróleo do Brasil, seja redividida e direcionada a outros estados não produtores.
Ururau

CAMINHÃO PERDE O CONTROLE NA BR 101


Caminhão perde o controle e carga atinge casas no km 52, da BR-101

Carlos Grevi
Por sorte, ninguém ficou ferido e trânsito no local flui normalmente
  
 
Por sorte, ninguém ficou ferido e trânsito no local flui normalmente
mais menos
Um caminhão Ford Cargo, de cor azul, placa KTC-9284/Divino de São Lourenço-ES transportando uma carga de eucalipto, perdeu controle e foi parar fora do acostamento, por volta das 4h, na madrugada desta segunda-feira (26/11), no km 52, sentido sul, da BR-101.
De acordo com um agente da Autopista Fluminense, concessionária que administra a rodovia, o motorista do caminhão que estava sozinho e não se feriu, relatou que o acidente aconteceu após um carro sem sinalização atravessar na frente do veículo, que o obrigou a desviar, fazendo com que perdesse o controle.
A carga de eucalipto se espalhou e atingiu quatro casas próximas a rodovia. Agentes da Autopista Fluminense sinalizaram o local e o trânsito flui normalmente.
Uma equipe que presta serviços para concessionária, foi até o local para fazer a remoção do material que atingiu as residências.

Moradora da localidade há 40 anos, Suely Santana, disse que estava dormindo na hora do acidente e só ouviu um grande barulho. “Acordei com meu cachorro gritando, mas graças a Deus, ninguém se machucou. Mas agora, a gente fica com medo de acontecer de novo, atingir a nossa casa e fazer um estrago maior.”
Outra moradora que teve seu quintal coberto pelo material, Maria Francisca Freitas da Conceição, que reside no local há oito anos, explicou que ela e seu marido estavam dormindo, quando foram surpreendidos com o estrondo. “Meu marido foi conferir o que era e quando viu o muro foi arrancado e acabou com tudo. Foi terrível. Não quero mais ficar aqui. Como eu deito para dormir e descansar agora? Qualquer barulho que tiver, vou ficar nervosa. Não vou ter mais tranquilidade. Aqui eu não fico.”
Há 5 anos morando na localidade, Maria de Lourdes Souza da Silva, que mora com o marido e o filho, ressaltou que o barulho foi muito forte, fazendo com que todos tomassem um enorme susto. “Meu filho apanhou a lanterna e saiu para ver. O muro foi todo arrancado. Estou com medo de ficar aqui agora”.


Ururau

REAJUSTE DO SALÁRIO MINIMO NÃO É IDEAL


Reajuste do salário mínimo não é considerado ideal para os brasileiros

Carlos Grevi
Valor atual terá acréscimo de R$ 4 e entra em vigor em janeiro de 2013
  
 
Valor atual terá acréscimo de R$ 4 e entra em vigor em janeiro de 2013
mais menos
O brasileiro contará com uma novidade em seu orçamento logo no início do ano de 2013. O valor do salário mínimo previsto para entrar em vigor a partir do mês de janeiro será de R$ 674,95, um aumento de R$ 4 em relação à expectativa anunciada anteriormente de R$ 670,95. O reajuste se deve à atualização dos parâmetros macroeconômicos enviados pelo Executivo para o Congresso.
Apesar do acréscimo no bolso de cada cidadão, o economista, Paulo Sanguedo, alertou que o salário mínimo é um grande problema no país. “O valor é caro, o encargo social muito alto para o produtor, o empresário que paga e barato para aquele que recebe, pois não satisfaz seus gastos básicos. Um litro de leite, por exemplo, custa cerca de R$ 2 e uma família que consome dois litros por dia, gastará aproximadamente R$ 4, totalizando no final do mês R$ 120, o que já consome grande parte do dinheiro.”
Para Sanguedo, uma solução seria se a incidência do imposto não fosse sob o salário mínimo e sim, em cima da produção. “As multinacionais são hoje, as que mais desempregam, porque robotizam o modo de produção e as pequenas empresas acabam agregando mais os empregos. Os encargos financeiros que incidem são muito altos, cerca de 80%, quase o dobro que o empresário paga pela mão de obra. Enquanto isso não acontecer, o salário no Brasil será uma utopia.”
O economista explicou também que, como a maioria dos aposentados também recebe salário mínimo, o governo mantém indiretamente o valor baixo, se não pode correr o riscos de prejuízos financeiros.
“O valor do salário deveria ser no mínimo R$ 1.500, para proporcionar a pessoa uma sobrevivência digna. Esse aumento, não muda em nada, porque ao mesmo tempo a inflação aumenta mais ainda. Em minha opinião, vejo a medida como um impacto negativo, pois o reajuste dado, não compactua com a inflação do país. E com isso, as pessoas só vão se iludindo e endividando cada vez mais.”
Por conta do acréscimo, as pessoas devem ficar atentas para não aumentarem suas dívidas e ficarem com o nome sujo. O economista dá dicas de como evitar um descontrole financeiro.
“Primeiro, a pessoa deve sempre tentar negociar nas compras, pedir um desconto, além de limitar até onde pode gastar. Outro método indicado é pesquisar bem antes de realizá-las e evitar adquirir produtos e serviços desnecessários”, ressaltou Sanguedo.
De acordo com ele, se o salário mínimo de um brasileiro fosse entre o valor de R$ 1.500, a qualidade de vida no país, com certeza, seria melhor e diversos problemas enfrentados pelos brasileiros como a educação e saúde começariam a tomar um rumo positivo, pois as pessoas teriam condições para investir em qualidade de vida.
Priscilla Chiapin - Estagiária

LUTA PELOS ROYALTIES


Garotinho tem acusado Cabral de, em um primeiro momento, boicotar a manifestação desta segunda-feira e, depois, querer “passar por líder da passeata
O deputado federal Anthony Garotinho (PR) tem criticado a postura e capacidade de articulação do governador Sérgio Cabral (PMDB) no que tange a luta pelos royalties há meses. Presente na reunião de mobilização realizada na última quinta-feira (22), o ex-governador louvou o evento.
“Finalmente Cabral fez o que tinha que fazer como governador do estado. Deixou de partidarizar a questão e reuniu uma ampla gama de forças políticas em prol do que é melhor para o estado”, disparou.
Contido, Garotinho não discursou durante o encontro e permaneceu discreto durante a maior parte do tempo, deixando que a esposa e prefeita de Campos dos Goytacazes, Rosinha Garotinho (PR), representasse os municípios produtores no encontro.
O ex-governador – que planeja  voltar ao cargo em 2014 – chegou a escrever em seu blog que “enquanto o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB, reunia os parlamentares capixabas antes da votação dos royalties, Cabral estava na farra em Paris”. Garotinho tem acusado Cabral de, em um primeiro momento, boicotar a manifestação desta segunda-feira e, depois, querer “passar por líder da passeata”.

MAIS UM ACIDENTE NA BR 101


Havia trinta passageiros no ônibus, mas ninguém se feriu. As causas do acidente ainda não foram divulgadas
Na tarde deste domingo, por volta das 15h, no km 158 da BR-101 (Campos/Rio), próximo ao trevo de Macaé, três pessoas morreram num grave acidente envolvendo um ônibus da empresa Itapemirim, que fazia linha Vitória/Rio, e um carro da marca Honda
Segundo a Polícia Rodoviária Federal(PRF), havia trinta passageiros no ônibus e ninguém se feriu. As vítimas fatais foram dois homens e uma mulher que estavam no carro.  Eles ainda não foram identificados. Os corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) de Macaé. Fonte 24 Horas

VAN FURTADA NO CENTRO DE SÃO FRANCISCO



A Van furtada é semelhante ao veículo da foto

Quadrilhas de furto de veículos continuam agindo na região. Na madrugada desta segunda-feira (26) a Van branca Fiat Ducato, placa LOU-6558-RJ, foi furtada no Centro de São Francisco de Itabapoana. Segundo Lívia Nogueira Santos, 34, esposa do proprietário do veículo, Jorge Luis Farias Júnior, 36, o carro estava estacionado ao lado da marquise da Praça de São Francisco de Paula.
“Acostumamos a estacionar a van ao lado da marquise. O veículo passava as noites ali, pois no dia seguinte começava a rodar cedo. Não poderíamos imaginar que isso aconteceria conosco”, lamentou Lívia.
O motorista, conhecido por Bidé, estacionou o veículo por volta das 18 horas deste domingo (25), e quando voltou para começar a trabalhar no início da manhã desta segunda-feira não encontrou a van.
“Um amigo do meu marido viu a van estacionada no local por volta da meia-noite, por isso acreditamos que ela foi levada na madrugada. Pedimos para quem souber do paradeiro do nosso carro, que avise a PM e a Polícia Civil”, concluiu Lívia.

O telefone da PM é o 190, já o disque-denúncia da Delegacia de São Francisco de Itabapoana é o 2789-1322.Fonte Paulo Noel 

sábado, 24 de novembro de 2012

POLICIA DIVULGA BALANÇO DAS OPERAÇÕES


PM divulga balanço das Operações de Trânsito em Campos e SFI

Ururau
Ao todo 18 motos e um carro de passeio foram apreendidos

mais
 menosAo todo 18 motos e um carro de passeio foram apreendidos
Em mais uma operação de visando a repreensão da criminalidade realizada na área de abrangência do  8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM) na sexta-feira (23/11) um homem foi preso por porte ilegal de arma e 18 motocicletas  e carro de passeio foram notificadas e apreendidas por diversas irregularidades. 
A prisão aconteceu após Policiais do GAT I da 3ª CIA, em São Francisco de Itabapoana, receberem denúncia de que um homem estava prestes a cometer um homicídio. Em patrulhamento, o suspeito, que portava irregularmente um revólver calibre 32, foi preso em flagrante. 
Ainda em São Francisco, três motos foram  notificadas por estarem circulando com documentação irregular. 
Já em Campos, a Operações A REP I (Policiamento Ostensivo) e A REP III (Policiamento de Trânsito) aconteceram no bairro Jardim Carioca, Parque Prazeres, Parque São Matheus, Parque Guarus e Parque Beira Lagos e teve um saldo de 15 motocicletas e um carro de passeio apreendidos. 
Todos os veículos apreendidos foram encaminhados para o Pátio Norte. 
A Operação, que conta cerca de 40 policiais militares e 10 viaturas, faz parte de uma série de operações que vêm sendo realizadas pelo 8 ° BPM e que têm como principais objetivo a coibição do tráfico de drogas, roubos cometidos com o uso de motocicletas,  além da circulação de veículos  com documentação irregular.  
Ururau