WEB RÁDIO TROPICAL

WEB RÁDIO TROPICAL
24 HORAS NO AR ( A EMOÇÃO DO VERÃO)

OUÇA EM SEU SMART-FONE

SISTEMA ANDROID: CLICK SISTEMA I-PHONE> CLICK! SISTEMA ITUNES: CLICK SISTEMA BLACKBERRY> CLICK

WEB RADIO TROPICAL

24 HORAS NO AR - SEU VERÃO É MAIS GOSTOSO AQUI!
Carregando ...
COBERTURA TOTAL DO VERÃO 2017 DE SÃO FRANCISCO & REGIÃO! -

sábado, 31 de março de 2012

CÂMARA SE REÚNE PARA CASSAR PREFEITO DE S.F.I




Com a prisão do prefeito de São Francisco de Itabapoana (SFI), Beto Azevedo (PMDB), pela Polícia Federal (PF), durante a Operação Renascer, e o fortalecimento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apurou as denúncias de fraudes na Secretaria Municipal de Saúde, vereadores de SFI esperam nos próximos dias instaurar o processo definitivo de cassação do peemedebista, que se encontra recolhido no Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos. O rombo é de cerca de R$ 2,5 milhões, segundo a PF. Na sessão da próxima terça-feira, representantes dos movimentos sociais como associações de moradores, sindicatos, entidades de classe, clubes de serviço, além de estudantes, prometem ocupar literalmente a Câmara Municipal e exigir que os vereadores afastem definitivamente o prefeito. Para isso, irão tingir o rosto, revivendo o movimento “caras-pintadas”, que levou o impeachment do ex-presidente Collor.
O vereador Fábio das Neves (PSDB), o Fabinho do Estaleiro, presidente da CPI, disse que o destino do município está nas mãos da Câmara. “É inaceitável o que ocorre hoje. Se os vereadores aceitarem o que está acontecendo, estarão sendo coniventes com tudo isso, até mesmo suspeitos de participação nesses crimes. Espero que todos tenham consciência da gravidade da situação e da responsabilidade de cada um”, disse.
Na noite de sexta-feira, os vereadores que integram a CPI tiveram uma prolongada reunião para tratar do processo de afastamento do prefeito Beto Azevedo. “A população hoje sabe que a CPI não se trata de uma questão de disputa política porque a própria Polícia Federal veio confirmar o que vínhamos denunciando na Câmara. O município atravessa um momento grave, com um prefeito e secretários presos, além de outros que eram sócios do próprio Beto num negócio que desviava verbas da prefeitura”, acrescentou Fabinho.
O processo de afastamento do prefeito deve começar a partir da instalação de uma nova Comissão Processante (CP), na Câmara. Além da CPI, há uma CP em curso no Legislativo criada para investigar as fraudes na prefeitura, mas que é composta por uma maioria que dava sustentação a Beto. “Creio que a CP anteriormente instalada já tenha seu esgotado seu prazo. Então, deveremos instalar outra para afastar o prefeito em definitivo, já que a CPI não tem esses poderes”, explicou Fabinho.
Além de Fabinho do Estaleiro, outros vereadores que integram a CPI e que querem o afastamento do prefeito em definitivo são Renato de Buena, Adriana Coelho, Jamilton Chaô e Jarédio Azevedo. Os vereadores que integram a bancada de apoio ao governo anterior são o presidente da Câmara, Florentino Cerqueira, o Tininho, Claudio Henriques, Kdemar Cordeiro, o Caboclo, e Sérgio Elias da Silva.
Denúncia - O prefeito em exercício, Frederico Barbosa Lemos (PR), denunciou o secretário de Administração do governo anterior, Cláudio Otero, cunhado do prefeito que saiu, pelo sumiço de um programa de computador onde se encontrava a relação dos servidores e todos dados para o pagamento da folha salarial do funcionalismo. Além disso, a equipe do novo prefeito encontrou no setor talões com vários cheques assinados em branco por Beto Azevedo.
Lancha e carros de luxo apreendidos
A operação da Polícia Federal (PF) vinha sendo deflagrada desde o ano passado, quando ocorreu uma denúncia à Delegacia da PF/Campos, em novembro, a respeito de um esquema de desvio de dinheiro do SUS, em SFI. Na operação foram apreendidos vários bens, como quatro automóveis de luxo, no valor total de R$ 800 mil, além de uma lancha que se encontrava em Cabo Frio, avaliada em R$ 600 mil.
Os veículos e a embarcação pertencem a Beto Azevedo e ao proprietário da Clínica Fênix, Fabel Santos Silva. Segundo a PF, o estabelecimento vinha sendo usado desde 2009 para desvio de verbas através de exames laboratoriais pagos e não realizados. Em um mês, a Prefeitura pagou à clinica com verbas do Sistema Único de Saúde (SUS) faturas referentes a cerca de 35 mil exames, num município cuja população é de pouco mais de 40 mil habitantes.
Além de Beto Azevedo, foram também presos Fabel e sua mulher Juliana Souza Meireles, também sócia da clínica, e ainda o secretário de Saúde do município, Cristiano Salles e o ex-secretário Fabiano Córdoba Guimarães. Beto foi preso num apartamento de sua propriedade, no Edifício Luxor, na Pelinca, área nobre de Campos.
Todos os presos estão sendo denunciados por corrupção ativa e passiva, concussão (ato de exigir para si, dinheiro ou vantagem em razão da função ou cargo), além de formação de quadrilha.
Prefeito interino deve anunciar alguns secretários nesta segunda
O prefeito interino Frederico Barbosa Lemos (PR), que assumiu o cargo na última quinta-feira, confirmou que exonera todos os secretários e detentores de cargos de confiança do governo anterior. Ele deve anunciar amanhã alguns nomes que irão compor o seu secretariado. Outra medida foi a suspensão de todos os pagamentos de compromissos com o governo anterior. Uma auditoria já está sendo realizada nas contas da prefeitura.
Rompido com Beto há quase três anos, Frederico Barbosa Lemos diz que nunca teve acesso à prefeitura e acompanhava o que vinha ocorrendo no governo através da imprensa e dos vereadores da oposição, alegando estar rompido há vários anos com Beto Azevedo. Ele chegou a dizer que Beto esvaziou seu gabinete onde não havia sequer uma secretária. “Até mesmo a chave da sala nem sei por onde anda”, frisou.
Divergências e o rompimento entre prefeito e o vice
As divergências políticas e administrativas entre Frederico e Beto Azevedo culminaram com a exoneração da secretária municipal de Promoção Social Fracimara Barbosa Lemos, esposa do prefeito interino. Antes, no entanto, Barbosa Lemos vinha fazendo pesadas críticas à administração de Beto, em seu programa de rádio, na Campos Difusora. “Eu não concordava com muitas coisas que vinham ocorrendo na prefeitura e ele não vinha permitindo que eu participasse do governo. No final das contas, busquei o meu caminho, e ele seguiu o dele. Mas foi até bom para mim”, declarou.
No jogo de interesses do grupo que vinha controlando o município, onde predominava uma escancarada mistura entre público e privado, uma coisa é certa. Observadores políticos da cidade dão como inevitável o desgaste dos vereadores da bancada governista que sustentaram o governo de Beto.
As evidências e indícios de enriquecimento ilícito de alguns membros do governo passado contrastam com um quadro sombrio de um município onde os indicadores sociais estão entre os piores do Estado do Rio de Janeiro. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) se encontra em posição sofrível, precisamente a penúltima entre todas as cidades fluminenses, apenas abaixo de Varre Sai.
Fonte: O Diário

Visando as eleições cargos de confiança de Rosinha são exonerados


Leonardo Berenger / Reprodução
Onze Secretários estão de saída e 10 são pré-candidatos a vereador

mais
 menosOnze Secretários estão de saída e 10 são pré-candidatos a vereador
Foram publicadas no Diário Oficial de Campos nesta sexta-feira (30/03) as exonerações dos 11 secretários do Governo Rosinha Garotinho e que na maioria deixam os cargos públicos para concorrerem as eleições municipais de outubro, como candidatos a vereadores. Da lista, apenas o Secretário de Governo, Geraldo Pudim não é pré-candidato a Câmara Municipal.

Além dos 11 Secretários que estão se desincompatibilizando, mais 48 ocupantes de cargos no governo deixaram suas funções totalizando 59 saídas. Cerca de 10 nomeações também foram publicadas no Diário Oficial desta sexta-feira, mas para alguns cargos, como de dois novos Secretários ainda não foram anunciados os novos nomes, para a Secretaria de Governo e de Agricultura, que chegou a ter o nome de Frederico Veiga anunciado, mas que apresentou questões pessoais e não mais será o titular da pasta, de onde está de saída Eduardo Crespo.
Exatamente um mês antes do prazo determinado pela Justiça como limite para a saída daqueles que desejam disputar cargos públicos nas eleições de outubro deste ano, a Prefeita Rosinha Garotinho, no dia 05 de março anunciava os nomes daqueles que assumiriam as pastas em seu governo e tiveram seus nomes publicados no DO desta sexta, com data vigente à partir de domingo, dia 01 de abril.
Os nomes que passam a ocupar os cargos do primeiro escalão do Governo terão segundo a Prefeita o compromisso de dar sequencia aos trabalhos que vinham sendo realizados por aqueles que estão de saída. “Isso para que haja interação sobre os programas e projetos que estão transformando para melhor a qualidade de vida da população”.
Para que fosse estabelecida interação, reuniões entre os que saem e os que estão assumindo os cargos e na grande maioria que já faziam parte do Governo foram realizadas constantemente.
“A prefeita Rosinha Garotinho segue o preceito da transparência e antecipa o prazo estipulado pela Justiça. As mudanças eram previstas e estavam anunciadas e é importante destacar, que nada por ordem administrativa, o que reforça a tese de que hoje Campos tem um Governo que tem como prioridade a atenção voltada para a população e as melhorias que as atende, e os que estão assumindo os cargos já tem a compreensão do perfil traçado pela Prefeita”, declarou o Secretário de Governo, Geraldo Pudim.
Quem entra e quem sai:01) Walter Jobe – Fábio Ribeiro (Secretaria de Administração);  
02) Geraldo Venâncio – Paulo Hirano (Secretaria de Saúde); 
03) José Manoel Moreira – Édson Batista (Superintendente Geral do HGG); 
04) Aline de Souza Ferreira – Maria Auxiliadora Freitas (Teatro Trianon); 
05) Sérgio Tavares Campista Filho – Doutor Chicão (Fundação Municipal de Saúde); 
06) Aymé Ribeiro – Linda Mara Silva (Secretaria Particular); 
07) José Alberto Pereira – Cecília Ribeiro Gomes (Secretaria de Trabalho e Renda); 
08) Marcelo Neves – Orlando Portugal (Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Petróleo);
09) Sérgio Cunha – Mauro Silva (Secretaria de Comunicação);
10) Geraldo Pudim (Secretaria de Governo);
11) Eduardo Crespo (Secretaria de Agricultura).

Ururau

Mercado Municipal em clima de Páscoa e a espera dos clientes


Fotos: Carlos Grevi
Para vendedores preço bom e qualidade fazem a diferença

mais
 menosPara vendedores preço bom e qualidade fazem a diferença
A proximidade da páscoa aquece as vendas nos supermercados, nas lojas de doces e chocolates e também no mercado municipal onde a tradição, a variedade e qualidade dos produtos fazem a diferença na hora de conquistar os clientes.
Faltando uma semana para a sexta-feira da paixão, o peixeiro há mais de 20 anos, Sidnei Barros, de 49 anos, diz que como é costume de todo brasileiro, somente na última semana o mercado começa a sentir os reflexos das datas comemorativas em que a tradição une as famílias em torno de uma mesa variada.



De acordo com ele, em todas as bancas, o preço é basicamente o mesmo e o que faz o cliente optar entre uma ou outra é o atendimento e a alternância de produtos, que podem ser de água salgada ou doce. Quanto aos preços, Sidnei revela que na semana da festividade, a tendência é aumentar pelo menos 20%. Assim o preço de peixes que tem uma saída maior como o filé de cação e peruá saltam de R$ 22 para R$ 25 e de R$ 15 para R$ 18, o quilo, respectivamente.
“Esta época é sem dúvida a melhor do ano, mas há muito tempo já não é mais a mesma coisa. Com a abertura de vários supermercados e hortifrutis, muitos clientes tem deixado de comprar, por que não tem estacionamento. Eles até param o carro na calçada, mas como não temos como atender rápido, acabam sendo multados.” Disse o comerciante que revelou acreditar que mesmo com a concorrência, o mercado ainda é o melhor lugar para as compras, dada a possibilidade de buscar melhores preços em um só lugar.



A corretora de imóveis, Rosa Maria, de 58 anos, é cliente assídua do mercado e atribui isso à confiança. “Venho ao mercado por que sempre comprei aqui e por ser bem mais rápido e prático.”
O vendedor de temperos, Carlos Alberto, de 47 anos, que criou seus filhos com o trabalho no mercado, o crescimento do número de carros na cidade criou a necessidade de se pensar em novas áreas de estacionamento, para evitar que a clientela se afaste, a aposta é na simpatia.



“Criei meus filhos com meu trabalho aqui e principalmente nesta época do ano, quando a nossa clientela aumenta bastante, acho que poderíamos ter um apoio para que eles tivessem um espaço para estacionar. Fazemos de tudo para atender bem, na minha banca, por exemplo, o cliente compra um pé de alface por R$ 1 e por R$ 1,5 leva dois. Tudo bem fresquinho.” Descontrai o vendedor que revelou ainda que seus produtos vem de Teresópolis, onde o fornecimento de folhosas e leguminosas já foi restabelecido depois da enchente.
O presidente da Companhia de Desenvolvimento de Campos (Codemca), Jivago Faria disse que, realmente o aumento da frota de carros em Campos tem trazido muitos problemas aos motoristas e comerciantes, e que todas as tentativas adotadas como alternativas para a área do mercado, tiveram respostas negativas.


Segundo ele, existe um projeto de reforma para o mercado e de criação de um amplo estacionamento no lugar onde hoje está localizado o Parque Alberto Sampaio, o que deverá resolver o problema. Ainda segundo o presidente, todos os projetos são de conhecimento da Associação de Vendedores do Mercado, e foi passado numa das reuniões do órgão com as lideranças do grupo.
Por nota, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Campos informou que com a reforma do Parque Alberto Sampaio, prevista no pacote de obras anunciado pela Prefeita Rosinha Garotinho, está prevista a criação de estacionamento no local. 
O secretário de Obras e Urbanismo, Edilson Peixoto, informou que a construção de um novo Shopping Popular também está prevista no pacote e que a previsão é de que as obras sejam iniciadas ainda neste semestre. 
Através do projeto de urbanização sob o viaduto da Ponte Rosinha Garotinho, a prefeita Rosinha construiu um estacionamento com 108 vagas para carros, sendo 7 para idosos e 6 para deficientes, 65 para motos e 125 para bicicletas. 
PESQUISA DO PROCON
Técnicos do Procon em Campos concluíram uma nova pesquisa com os preços do pescado no Mercado Municipal, realizada comparando os valores dos produtos mais procurados, tanto os de água doce como os de água salgada. Foram analisados 19 tipos de peixe, praticamente sem alteração nos preços.
Os produtos que tiveram aumento foram a corvina do mar, a traíra, o robalo e o camarão Pitu. Já os produtos que tiveram redução de preços foram o peruá, o bagre, a tainha e o namorado. Alguns peixes tiveram seus preços mantidos tais como o filé de cação, o pargo, o piau e a lagosta.



De acordo com Dr.ª Rosangela Tavares esse é o melhor momento para a compra do pescado, com boa oferta e preços ainda razoáveis. Nos dias próximos a sexta-feira da Paixão os preços devem subir, pois a demanda é muito grande e com a oferta pequena não se tem como controlar os preços.
A pesquisa completa feita pelo órgão pode ser acessada pelo site, no ícone 'Pesquisas', onde os consumidores podem acompanhar todas as pesquisas realizadas pelo Procon/Campos desde a implantação do serviço.
 
Ururau

Frederico Barbosa pede extratos detalhados das contas da Prefeitura


Fotos: Divulgação
Prefeito em exercício de SFI exonerou todo secretariado após a posse

mais
 menosPrefeito em exercício de SFI exonerou todo secretariado após a posse
O prefeito em exercício de São Francisco do Itabapoana, Frederico Barbosa Lemos, conversou na tarde desta sexta-feira (30/03), com a reportagem do Site Ururau e destacou a dificuldade em conseguir informações da atual situação do município. Segundo Frederico será complicado por exemplo realizar o pagamento do funcionalismo, já que a folha de pagamento não foi encontrada na Secretaria de Administração.
Frederico Barbosa Lemos está no cargo já que o prefeito Beto Azevedo está impossibilitado de exercer suas funções, depois de ser preso nesta quinta-feira (29/03), pela Polícia Federal.
Um fator complicador apontado foi por não tem conhecimento do caixa da Prefeitura. “Já pedi aos gerentes dos bancos um extrato detalhado das contas da prefeitura, não sei quanto tem em caixa, nem o que foi pago pelo município, também pedi para sustar todos os pagamentos até a segunda ordem”, afirma Frederico, que também vai abrir uma auditoria para apurar quem trabalha e se há casos de pessoas que recebam sem prestar serviços. 
Outra auditoria, que já foi iniciada é a da Saúde. Além de auditar as contas e serviços, o Prefeito em exercício visitou nesta sexta-feira o Hospital Manoel Carola e postos de saúde do município. “Eu estive no Hospital e todos os serviços estão funcionando normalmente, assim como também os postos. Conversei com os funcionários e médicos e expliquei que todo atendimento deve transcorrer dentro da normalidade, inclusive neste fim de semana e no próximo, do feriado”. A primeira parte da auditoria deve ser concluída em 72 horas.
Frederico destacou ainda que encontrou o setor de Transportes sem combustível. “Não tinha um litro de gasolina sequer, só o que havia nos tanques dos veículos. Não tinha nada, nem pra abastecer as ambulâncias, mas já resolvemos isso e a frota está circulando”, pontuou.
'EXCLUÍDO DO GOVERNO DO QUAL É VICE PREFEITO'Frederico Barbosa Lemos foi eleito vice-prefeito, na chapa de Beto Azevedo, que na época contou com total apoio de Barbosa Lemos, pai de Frederico e ex-prefeito do município, mas segundo ele, após a posse, o comportamento de Beto Azevedo foi mudando, e o vice foi sendo afastado de suas funções.
“Durante todo o tempo todo eu fui afastado do Governo, até a chave do meu gabinete me tomaram, eu não podia trabalhar lá, minha esposa era secretária de Promoção Social e eu ficava lá na secretaria com ela, até que ela também foi exonerada”, contou.
O Prefeito em exercício disse estar disposto a trabalhar para recuperar a imagem do município: “Estou determinado a fazer o melhor, mesmo se eu for prefeito apenas por um, dois ou três dias, não importa, vou fazer de tudo para deixar o povo de São Francisco orgulhoso novamente”, disse
Ururau

Documentos são apreendidos em vários lugar de São Francisco


A Polícia Federal(PF) apreendeu vários documentos que comprovam a ligação do prefeito de São Francisco de Itabapoana, Beto Azevedo, com o casal Fabel dos Santos Silva e Juliana de Souza Meirelles, proprietários da Clínica Fênis, usada num suposto esquema de desvio de dinheiro do SUS.  O site Campos 24 Horas teve acesso a cópia de uma declaração que foi apreendida na casa do prefeito Beto Azevedo durante a Operação Renascer, deflagrada ontem pela Polícia Federal. 
Beto seria sócio do casal em uma lancha, conforme comprova o documento ao lado. O documento, conduto, não tem a assinatura de Beto. O prefeito ainda aparece numa foto na lancha em companhia do dono da clínica e o ex-secretário de saúde do município, Fabiano Cordova.

sexta-feira, 30 de março de 2012

Defesa pedirá revogação de prisão de Prefeito nesta sexta-feira no Rio


Arquivo / Ururau
'Acho que já não há mais nada que possa justificar a sua prisão'

mais
 menos'Acho que já não há mais nada que possa justificar a sua prisão'
O clima continua tenso no município de São Francisco de Itabapoana após a prisão temporária do Prefeito Beto Azevedo na 'Operação Renascer' nesta quinta-feira (29/03) deflagrada pela Polícia Federal (PF). Existia uma intenção por parte dos advogados de defesa do Prefeito de darem entrada ainda nesta quinta-feira, com um pedido de revogação da prisão temporária junto à Justiça Federal, no Rio de Janeiro, mas como não houve tempo hábil, os advogados que já se encontram na capital, darão entrada nesta sexta-feira, pela manhã, conforme afirmou por telefone ao Site Ururau, o advogado João Paulo Granja.

Segundo o advogado Salatiel Pizelli todas as determinações foram cumpridas e no entendimento do jurídico não há mais necessidade de manter o Prefeito detido. “Todas as exigências da Justiça já foram cumpridas. O Prefeito já prestou depoimento e acho que já não há mais nada que possa justificar a sua prisão. Estarei entrando com um pedido de habeas corpus junto a Justiça Federal no Rio, porque a ordem partiu de lá, e creio que a questão se resolva nas próximas horas, já que esta prisão foi realizada para colocar provas no processo. A prisão foi uma ação muito enérgica, pois ao meu ver, pedir prisão temporária de um indivíduo que não apresenta nenhum tipo de periculosidade ou que representa qualquer ameaça a testemunhas não se justifica”, explica o advogado.

CONFIRA O BANCO DE IMAGENS DA OPERAÇÃO

A vacância no cargo de prefeito do Município, assim como as especulações sobre quem assumirá a prefeitura não preocupam o presidente do Legislativo, vereador Tininho. Ele afirmou que a população sofre mais uma vez com um afastamento do chefe do Executivo e que todos já estavam esperando este ocorrido. “Já era esperado. Acredito que essa prisão poderá complicar a situação do Prefeito junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que já governa através de liminar há um bom tempo. Ele não foi afastado, ele foi preso. Das últimas vezes que ele foi afastado pelo TRE, o presidente do legislativo assumiu, mas neste caso específico, o vice deve assumir o Executivo na ausência do prefeito. Não descarto a possibilidade de afastamento do Prefeito Beto Azevedo pela Justiça e digo que, a mim, cabe cumprir a Lei Orgânica do município”, afirmou o vereador. 

O vice-prefeito de São Francisco de Itabapoana, Frederico Barbosa Lemos, até às 16h40 não foi encontrado na Prefeitura ou pelo telefone pela equipe do Site Ururau para se posicionar sobre os recentes fatos.

Ururau

Polícia Federal apreende bens dos suspeitos de fraude na saúde em SFI


Fotos: Carlos Grevi
Lancha apreendida em Cabo Frio era de propriedade da Fênix e do prefeito

mais
 menosLancha apreendida em Cabo Frio era de propriedade da Fênix e do prefeito
Em coletiva no final da tarde desta quinta-feira (29/03), o delegado da Polícia Federal, em Campos, Dr. Paulo Cassiano Júnior elucidou alguns pontos da Operação Renascer deflagrada durante a madrugada de hoje.
De acordo com o delegado, o inquérito policial foi iniciado em 2011, quando, em novembro, uma pessoa que conhecia o funcionamento do esquema, buscou a delegacia, em Campos e detalhou os tramites da fraude. Com base neste depoimento, as investigações começaram, retrocedendo a 2009, quando a Fênix surgiu e ganhou a concessão da prefeitura para a realização de exames. À medida que avançaram, provas foram confirmando a versão da testemunha.


Além do informante, diversas pessoas foram ouvidas, em sua maioria, servidores da secretaria de saúde do município, confirmando que havia um esquema engendrado para o saqueamento de verbas da saúde em São Francisco do Itabapoana, por meio de fraudes na clínica Fênix.
FUNCIONAMENTO DO ESQUEMAA Clínica recebia as verbas, ora da própria prefeitura, ora do Ministério da Saúde, por exames laboratoriais e de imagem que eram prescritos pelos médicos, e que supostamente prestavam aos munícipes.
Quando encaminhava à prefeitura, o número de exames era hipervalorizado, chegando ao teto do que era celebrado no contrato. Os dados eram incluídos no sistema do Ministério da Saúde, pela secretaria de saúde do município, para que o Sistema Único de Saúde repassasse o valor condizente.

De acordo com o delegado, há documentos que comprovam que Fabel, que divide a propriedade da Fênix com sua esposa Juliana, tinha um contato direto com a Secretaria de Saúde do município, através do secretário Cristiano Salles, e este com o prefeito, permitindo o consorciamento de todos no objetivo de fraudar o SUS.

Ainda de acordo com Paulo Cassiano, o ex-secretário Fabiano Córdova fazia o esquema funcionar plenamente enquanto estava à frente da pasta, mas teria tido cabeça posta a prêmio, depois que o prefeito declarou que apoiaria sua candidatura a vereador. Fabiano foi exonerado, e em seu lugar entrou Cristiano, um antigo colega de faculdade, que deu continuidade ao esquema.
PARTICIPAÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDEUma vez com as provas em mãos, a PF pediu uma auditoria ao Ministério da Saúde, no entanto este não poderia se envolver nas investigações, sem se expor, o que atrapalharia o andamento da mesma.
Desta forma, foi realizada uma inspeção técnica com análise do banco de dados do SUS, que acabou por comprovar que a clínica havia ultrapassado o limite de exames e consultas em 500% do permitido pela média nacional do Sistema.
MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DO RIO DE JANEIROCom base em provas testemunhais, documentais e técnicas, a PF apresentou os documentos à procuradora-chefe da Procuradoria Regional da República (RJ), Cristina Romanó, que entendeu a necessidade de recolher o prefeito e suspeitos. O desembargador federal do TRF-2ª Região, Messod Azulay se convenceu da necessidade dos cinco mandados de prisão e onze de busca e apreensão.

CUMPRIMENTO DOS MANDADOSNa tarde desta quinta-feira o prefeito de São Francisco de Itabapoana, Beto Azevedo, o ex-secretário da Saúde Fabiano Córdova, o atual secretário da pasta Cristiano Salles, além dos proprietários da Clínica Fênix, Fabel Silva e sua esposa Juliana Meireles foram presos por cinco dias, acusados de corrupção ativa e passiva, concussão, que é o ato de exigir para si, dinheiro ou vantagem em razão da função, direta ou indiretamente e formação de quadrilha.
Todos serão soltos imediatamente após o prazo de cinco dias, mas este prazo pode ser estendido por mais cinco dias, ou evoluir para prisão preventiva, que pode durar o tempo do inquérito, de acordo com o andamento das investigações.
Os suspeitos tiveram alguns bens móveis recolhidos. Dentre eles, um Hyunday Vera Cruz, com valor estipulado em R$ 180 mil, uma Toyota SW4, com valor aproximado em R$ 170 mil, um Toyota Corolla, no valor de R$ 70 mil, um Kia Mohave no valor de R$ 200 mil, de propriedade do prefeito Beto Azevedo, além de uma lancha que foi apreendida em Cabo Frio, com valor estipulado em R$ 600 mil, de propriedade da Clínica Fênix. Curiosamente, dentro da Toyota SW4, do Fabel, os policiais encontraram um contrato particular de compra e venda passando metade da lancha para o prefeito Beto Azevedo.
De acordo com a Polícia Federal, a lancha que traz a inscrição “Dona Zezinha” pode ter sido uma homenagem à mãe do prefeito Beto Azevedo, Maria José.
A Polícia Federal descarta a possibilidade de Beto Azevedo desconhecer o esquema.


 
Ururau